A diferença de estar bem informado

A diferença de estar bem informado.

Hoje escrevo do escritório, final do dia, viagem do final do ano reservada e depois de tanto pedirem… vamos ter novidades para vocês nas próximas semanas… por enquanto deixo uma provocação.

Veja só.

“Se você não lê jornal, é desinformado; se lê, é mal informado” Denzel Washington.

Não é uma crítica generalizada tem muita gente boa nesse setor. Mas se fizer sentido você vai lembrar de mim em algo que deu certo para a sua vida, e essa é a minha maior recompensa.

Em que ciclo estamos? Alguns dizem que é o final do ciclo, outros dizem que estamos no início do último ciclo.

A diferença de estar bem informando é você cessar a mente.

Aquela busca constante das práticas de meditação ou mindfulness, parar de pensar, cessar os pensamentos.

Mas por que isso?

Veja bem em novembro do ano passado um economista reconhecido falava que não era hora de bolsa.

Veja que estamos com mais de 20% crescimento no Ibov este ano.

Se alguém acompanha este tipo de noticiário saí por aí aos berros querendo doutrinar as pessoas.

Ele sabia o que estava falando?

Acredito que sim, ou ele não teria emitido a sua opinião.

Mas quando estamos realmente certos de algo?

Enquanto a vida é uma intensa busca por você estar certo. Deus zomba do seu planejamento ou da sua organização.

Ele não se importa com as suas opiniões e nós seguimos no constante vai e vem meta-físico.

Nem a chuva, nem o dólar, tudo é inconstante. Quem tem certeza?

Fora esta história que tentar comprar na baixa e vender na alta, que continua sendo o sonho de consumo dos brasileiros, mal informados.

Eu prefiro estar desinformado do que mal informado.

Leia até o final, por favor.

E você?

Quando me perguntaram hoje que conselhos eu me daria 10 anos atrás eu pensei que ter parado de acreditar nas pessoas foi importante, não que eu não acredite, ou desconfie, mas gosto do ar da dúvida.

Gosto de quem pondera as opiniões recebidas, quase tudo é uma série de opiniões, algumas mais sensatas ou não, dependendo do que é sensato para você.

Por exemplo, eu prático meditação a quase 5 anos, queria ter começado antes. Muitos acham um bullshit tremendo, e o que eu tenho a ver com a opinião deles? Pondero, mas confio nas minhas intuições, pensamentos, whatever… , afinal, se a prática não confirmar a minha sensação, vamos ter um monte de gente cheias de opiniões mas sem conhecimento tácito. Captou?

Outra coisa foi parar de escutar o assessores de investimento… sem antes ter construído o meu conhecimento… que grande erro.

É melhor estar desinformado do que mal informado? Cessar a mente ou pensar em tudo e não controlar nada? Travar na hora de tomar decisão.

Um ótimo final de semana.

Um abraço,
Marcelo