A educação passa por aqui.

A educação passa por aqui.

Autodidata –> Quem se instrui por esforço próprio.

O autodidata busca, por vontade própria, tem iniciativa, sem que ninguém pergunte o por que ele faz isso ou aquilo, você é assim?

As pessoas geralmente vêem os autodidatas com descrédito, tudo bem, para empreender você não pode querer agradar a todos, agradar a todos é uma armadilha.

E as maiores descobertas da humanidade vieram de quem não seguiu o status quo, descobriu coisas, buscou por seu próprio interesse e tomou as rédeas do seu caminho de aprendizagem.

Os caminhos mudados tornar-se-ão padrões, para que os novos padrões sejam quebrados novamente, assim é a vida.

Um Exemplo disso?

O seu telefone é retangular e com tela de vidro? Pois é, algum louco se tornou gênio com esta ideia e assim estabeleceu este padrão, o próximo louco tornar-se-a gênio quando estabelecer o próximo padrão. Deal?

É uma burrice não tornar-se autodidata (frase do Murillo Gun!), pois com a quantia de informações que temos disponíveis hoje na internet você pode aprender quase praticamente o que quiser. Se você falar inglês então, o praticamente pode ser excluído da oração anterior.

Então, uma vez que você se torna um autodidata, você não cansa mais de buscar e possivelmente você vai passar pelos caminhos que passam os empreendedores, os loucos/gênios. Você vai ser questionado.

Mas por que precisamos de carros se temos cavalos? Mas por que precisamos de computadores se temos máquinas de escrever? Mas por que precisamos de um novo modelo de aprendizagem (mais intuitivo, criativo, expressivo e dinâmico) se já temos um modelo de aprisionamento, digo, aprendizagem em sala de aula? …é claro que muitas escolas e professores já não estão mais trancados nesse tempo e estão muito à frente, mas querendo ou não, esse ainda é o padrão a ser transformado…

Você já frequentou aulas interativas? quais os benefícios que elas lhe trouxeram?

Separei aqui esta frase do Murillo Gun para você pensar. “O autodidata é muito criativo, ele cria uma satisfação íntima, um conhecimento que gera prazer, e assim você se distância do sistema atual de educação industrializada”.

Por experiência própria digo, as coisas que eu realmente aprendi são as que eu tive interesse em aprender, você também?

Vivemos em ciclos padronizados, agora estamos em um momento de transição, da revolução industrial para a era da tecnologia, nestes momentos rompem-se os padrões e estabelecem-se novos. Se você já não vai mais em banco e prefere utilizar o aplicativo do banco no seu celular provavelmente você já aprendeu que o novo padrão chegou.

O modelo de educação atual foi criado por cabeças que viveram na era da revolução industrial e como será o modelo de educação da era da informação?

Somos uma sociedade autodidata, não uma sociedade que aprende com os pais (como na Era Agrária) ou nas escolas (como na Era Industrial). As crianças estão ensinando seus pais a usar computadores e as empresas procuram jovens high-tech mais do que executivos de meia-idade com formação universitária. (Kiyosaky, Robert. O Guia de Investimentos, O Guia do Pai Rico, 2002).


Gostou do conteúdo? Envie este texto para seus amigos e cadastre-se para receber as primeiras infos do meu site.

Marcelo A. Marini, 27/5/16.