Ah o final do ano!

VAI E VEM.

“O sono é o prenúncio da morte”. William Shakespeare.

Desde a nossa última conversa muita coisa mudou.

Hoje escrevo do litoral e Santa Catarina, não mais de Gramado onde escrevi sobre o que eu suspeitava no dia 11 de setembro, e que aconteceu.

Agora, mais uma vez, seguimos!

Não só o fato de a população retomar as viagens e com isto o setor de turismo ter boas novas, depois de um tempo de estagnação. Os restaurantes também retomaram as suas atividades, assim como os shoppings centeres, pelo menos por agora…

A SEGUNDA ONDA DO COVID.

O que também aconteceu, para a surpresa de muitos é a segunda onda do COVID.

Como suspeitava, o COVID retornou, os casos de contágio na Itália bateram recorde, tal contágio também aconteceu na Inglaterra e outros países da europa. Na Itália novas medidas de restrição já estavam sendo tomadas.

Em uma meeting há duas semanas atrás com a Holanda pude ficar horrorizado com os números de contágio no pequeno país.

No Brasil nas últimas semanas os números foram altos, isto não poderia ser tratado com tanta normalidade, mas ninguém parece estar assustado com o que vai ocorrer com a economia.

NORMALIDADE FORÇADA.

Apesar de o índice de mortalidade ter sido reduzido, ele poderá voltar  a aumentar, uma vez que a população já não toma toda a precaução necessária para evitar a disseminação e o contágio.

21 dias são necessários para formar um novo hábito? Não é o que parece.

O CARANGUEJO

Neste período também vimos a continuidade do movimento lateral nas bolsas pelo mundo e ontem o IBOV chegou novamente aos 100 mil pontos, onde deverá namorar por uns tempos com interferências da eleição americana e até a próxima grande crise econômica.

Se você leu está publicação você já imaginava o quão longe iriamos, fiz cálculos, analisei, experiência serve para estas coisas, e na minha intuição isto não seria resolvido em poucos meses. Fato.

Um alívio, sei que você empresário que leu minhas newsletters ganhou dinheiro até com a frugalidade. Que satisfação!

Já passamos dos 6 meses, a bolsa ainda está cerca de 14% negativa no ano, por outro lado, minhas participações galoparam na direção oposta, tudo é uma questão de mensuração de riscos, análises, previsões quanto a imprevisibilidade das coisas, com uma pitada de entendimento do comportamento humano. Você pode ganhar dinheiro. Basta dominar 200 coisas. Empreendendo ou investindo.

Como diria Camelo: O Velho e o Moço

Aliás, voltamos a turma old school de 2016 e o meu conselho de que é melhor empreender e investir!

Estamos em uma transição digital como escrevi alguns meses atrás.

Não tenha mais apenas uma profissão. Alguém ainda faz isso?

A civilização fez questão de avançar do escravismo ao empreendedorismo, não fique para trás.

De certa forma o escravismo continua, com outros nomes. O empreendedor é a nova burguesia, o investidor é o aristocrata? O que nos resta se não cuidar de nós mesmos com menor presença do estado e das oligarquias.

DEPRESSÃO – ECONÔMICA

Estamos chegando ao limite, em breve veremos os bancos passando por dificuldades, inflados por produtos que eles mesmos criarão com suas visões EuConomicas antigas, salários e bonificações de gênios? um desastre de lições não aprendidas por conveniência. Mas os bancos serão salvos pelo estado, e o contribuinte mais uma vez pagará a conta – é ele que sustenta o estado, lembra. Quem irá socorrer os desempregados e os pequenos e médios empresários?

Nestes tempos todos adorarão a iniciativa privada, as empresas familiares e o mercadinho da esquina. A verdadeira economia, aliás, meu café chegou. Vida que segue…

A transição digital chegou vestida de vírus e acelerou o processo iniciado pelas civilizações antigas, precisamos evoluir.

Mais por vir.

Marcelo