As ações sobem. Os lucros não.

Nos últimos dias de COVID pudemos nos conhecer melhor e especialmente nas últimas 4 semanas compartilhei contigo algumas experiências da minha vida pessoal e ferramentas que utilizo no meu dia-a-dia.

Agora que voltamos ao modelo tradicional de cartas semanais, ou newsletters, quero lhe agradecer pela leitura dos meus e-mails semanais.

Um grande aprendizado que tive na vida foi aprender a confiar nos números e resultados. Não apenas na minha visão de mundo.

Com isto, nos últimos dias estive checando os meu índices desta carta semanal e quero lhe agradecer, pois a taxa de abertura de e-mails está acima da média do mercado, tal como o índice de cliques. 

Também quero falar contigo hoje sobre o por que as ações vão subir e os lucros não, mas quero lhe solicitar um favor… veja que adicionei um botão Recomendar a leitura no final deste e-mail e quero lhe encorajar a repassar estes pensamentos e ideias, se você o achar que lhe acrescentou. Escolha dois amigos e envie.

Antes de começarmos.

Veja que no final do e-mail relacionei os meus artigos e podcasts mais recentes. Para aqueles que me pediram para manter isto no e-mail semanal, está aqui, agora basta checar no final do e-mail todas as semanas.

Vamos lá.

O comportamento das ações recentemente tem chamado a atenção. 

Rsrsrs…

Mas as ações não se comportam… quem se comporta é o investidor.

Vamos esclarecer as coisas.

Tivemos uma alta recente que deixou todos os investidores entusiasmados, relembrando os 120 mil pontos… é hora de recuperar os prejuízos?

Mas as ações não se comportam… quem se comporta é o investidor.

Se você soubesse uma semana antes do COVID, você venderia suas ações antes?

Se você achasse que soubesse uma semana antes do COVID, você venderia suas ações antes?

Se você achasse que as coisas vão melhorar pós COVID, você compraria suas ações antes?

Está me entendendo?

As ações não se comportam. Quem se comporta é o investidor.

E como ele não é inteligente, ele tende a agir antecipando os seus palpites. 

Puro guessing…

Se a maioria achar que cai, ela vende, e cai.

Se a maioria achar que sobe, ela compra, e sobe.

Com isto podem até ocorrem bolhas, mas não é este o assunto desta semana.

Então perceba, 

A expectativa, parece ser de alta, assim sendo, o movimento de compra começa a se intensificar e antecipar o comportamento das ações no futuro.

O lucro é rei. Quando o lucro sobre as ações tendem a subir, mas neste caso, o efeito é contrário.

O lucro tende a continuar caindo com as consequências da desestabilização dos negócios durante o COVID no mundo. Isto continua, em alguns casos serão anos pagando a conta, até que as coisas possam voltar a melhorar…

Mas precisamos entender o comportamento humano, sendo ele inteligente ou não.

Continue acompanhando.

Abraço,

Marcelo