Edição 39 – Não Estão Levando a Sério

Bom dia,

 

Não estão levando a sério o tamanho desta crise.

 

O tamanho da crise: Ainda é uma incógnita, os pedidos de auxílio desemprego continuam a se multiplicar pelo mundo. O vírus continua se espalhando, as mortes continuam aumentando. Os bancos centrais até aqui já evitaram o pior, no entanto, com a continuidade do lockdown os impactos são cada vez maiores e as medidas não serão suficientes.

 

Na sua casa: Independente da sua renda, faça o que puder para conscientizar as pessoas da sua casa a economizar, troque os planos de telefone fixo, troque os planos de telefone celular, corte as despesas com o que você não utiliza. Corte custos. Evite que o dinheiro saia da sua mão para a mão de outra pessoa. Se você paga aluguel, peça uma carência de alguns meses.

 

Na sua empresa: Nas últimas semanas conversei com empresários na Europa e no Brasil, já vi casos de 50% a 70% de demissões em grandes empresas. Claro, depende do setor que você está inserido… alguns setores irão contratar, mas se você não faz parte de um setor essencial RECOMENDO que você aproveite os próximos dias para revisar TODOS os seus custos e despesas, e que você corte aqueles custos e despesas que não  são essenciais para a sua operação. Faça o mesmo com as despesas administrativas, despesas operacionais e o MOB. Mas que você não desista, trabalhe mais – encontre uma forma legal – e pense em disponibilizar um pouco de recurso para um canal de vendas alternativo. Empreenda. Faça hoje o pedido de renegociação de financiamentos e empréstimos. Se você paga aluguéis peça a suspensão dos pagamentos até o final da crise, ou no mínimo pelos próximos 2 meses.

 

Até aqui, se você fizer o que eu disse, pagará anos desta assinatura mensal, só com o que eu lhe disse acima…

 

O seu dinheiro: O seu dinheiro está em risco, não é hora de pensar em ganhar. Mesmo se você não investe, o seu dinheiro está em risco. O Brasil não tem recursos suficientes para pagar os salários de todo mundo, nem resgatar as empresas em uma eventual (e quem sabe necessária) manutenção do lockdown. Como você vai pagar as contas da sua casa sem dinheiro entrando? Como vai comprar comida? O governo vai ajudar? Como? O contribuinte (você) que vai pagar esta conta, seja com a inflação…pagando 12 reais por um tomate de R$2 ou com o confisco do dinheiro na sua conta. Este é o pior cenário… mas nunca foi tão possível quanto hoje. Toda preocupação é válida.

 

Como ajustar o portfólio nestas horas: Link

 

É cedo para pensar em ganhos, mas…: Caso você tenha reservas e esteja buscando por barganhas – e caso o que citei acima não ocorra – continue fazendo aportes constantes chegou a hora do Value Investing e quem souber esperar poderá realizar muitos sonhos no vago futuro… é hora de se proteger e ter margem de segurança.

 

Abraço,

Marcelo