Edição 45 – Instabilidade e os Preços

Fala pessoal.

 

Não entendo a compra e venda frenética de ações, isto enche o bolso da corretora, mas para o investidor?

 

Tenho falado inúmeras vezes que você não pode se basear no banco, carteiras recomendados,  corretoras, assessores de investimentos e influenciadores digitais, muito menos no grupo do WhatsApp.

 

Vamos lá, enquanto o COVID não para de crescer e a política a esquentar (coisa que sempre acontece e mesmo assim continuamos dando ouvidos às manchetes e não nos focamos no que importa, que são as empresas).

 

Deixa-me lhe falar de forma mais próxima hoje:

 

– A bolsa não existe, o que existe são as empresas.

 

O foco não deve ser na bolsa e sim nas empresas.

 

Como uma empresa gera valor?

 

Sumariamente, crescendo a disponibilidade do Fluxo de Caixa sobre as Dívidas e Custos das dívidas.

 

Tudo isto deve ser maior que a inflação.

 

Por que todo mundo quer saber de lucro?

 

Porque sem lucro não há fluxo de caixa positivo para pagar as contas e os custos.

 

Mas não quer dizer que uma empresa que tem lucro tenha caixa, porque ela pode ter um fluxo de caixa negativo entre outros fatores.

 

Por isto é tão importante utilizar os indicadores de EBIT/EBITDA, ROIC, ROE, entre outros….

 

Confio que você só pode me dizer algo se você faz algo, e então lhe digo o que estou fazendo.

 

Pós-COVID:

 

Dados deste ano:

 

Rentabilidade desde janeiro: Ouro 40,08%

 

Rentabilidade 12 meses Ações EUA: 19%

 

Brasil: Não consigo fazer o cálculo agora pois preciso atualizar a planilha.

Cripto: Não tenho os dados atualizados, trarei em breve.

 

O que é isto?

 

Diversificação de classes de ativos e investimento em Value/Quality.

 

Ontem fiz algumas vendas e não comprei nada… estou aguardando para comprar e fazer aportes no Brasil e nos EUA.

 

Só estou fazendo aportes em empresas de valor, empresas de qualidade.

 

Este é o caminho, investir em empresas de qualidade.

 

Porém, quando todo mundo compra a mesma coisa, aquela coisa fica cara, então cuidado, não siga dicas, aprenda os conceitos para poder colocá-los em prática.

 

Abraço,

Marcelo

 

 

 

Este conteúdo reflete a mera opinião do autor. Retornos passados não são garantia de rendimento futuro. Investimentos podem envolver riscos.