Que rufem os tambores!

Esta semana escrevo para vocês do meu incrível e puído Mac… Nada mais do que uma ferramenta de produtividade que promete melhorar a eficiência humana, enquanto isso, tomo um chá Twinings de hortelã – um dos meus preferidos – e penso sobre o que você pode perder seguindo tendências…

Os grupos do whatsApps estão ricos!

A bolsa saltou de 87 mil para 96 mil pontos em 5 dias. 

A partir de agora todo mundo é gênio!

Que rufem os tambores!

Na vida real a vida parece estar mais difícil mas no mercado financeiro o exibicionismo é habitual.

…uma das primeiras coisas que aprendi no mercado financeiro foi seguir tendências…

Mas aas melhores fontes de informação não estão no Google nem no WhatsApp. Se você estiver procurando por algo diferente de todo mundo você não encontrará no Google.

Meu pai sobrevoou a costa de Angra e Paraty pela primeira vez no início de 1950, em um monomotor. Visitava o Rio com um amigo, e ficou de tal forma encantado com a mata exuberante, junto ao mar, que comprou terras na região onde depois se instalaria a família. Meu pai se casou tarde, viajava pelo mundo investindo na Bolsa, às vezes sem nada e às vezes com muito. Andava com carros especiais que mandava fazer. Culto, agressivo, visionário. Amyr Klink.

A busca por dinheiro rápido e resultados rápidos não parece mesmo ter fim.

Na dúvida sigo a manada?

Veja só, comprei o meu primeiro Mac em Hong Kong e acabei descobrindo que por questões tributárias aquele era o único país onde se poderia comprá-lo, por um preço mais acessível que nos EUA.

Para muita gente as categorias de economia e finanças podem ser mandarim… não entende-se nada…se o assunto for tributação, ainda pior… 

Depois da invenção do modelo T o mundo entrou em processo de standardization. A padronização dos modelos de negócios, pensamento e investimentos formou uma geração de espertalhões standardizados.

Hoje você pode ficar confuso no meio de tanta informação desencontrada.

O tempo que se perde buscando algo superficial é maior que o tempo que se investe aprendendo algo completo e profundo.

Somam-se as horas de YouTube e Instagram de finanças, subtraí-se o aprendizado e a conta é débito.

Pare de buscar oportunistas no Google. Pare de seguir o aldrabão do WhatsApp.

O pai do Amyr buscou algo único. Encontrou Angra e Paraty em 1950… sobrevoando… não me admiraria se o negócio das terras tivesse custado uma mixaria, 1000 dólares ou uma caminhonete da época. 

As oportunidades aparecem para quem busca por elas e as vezes estão escondidas, como os segredos em mandarim.

Amyr tem um legado internacional, nada que lhe proporcione um busto na avenida paulista (centro imobiliário financeiro do Brasil). Amyr foi buscar nos cantos mais inóspitos do mundo, cruzou mares e regiões desconhecidas dos mapas e retornou para Paraty, de onde segue partindo, sem parar. A cada viagem uma nova experiência um novo caminho descoberto.

Seja em livros, conversas ou experiências, precisamos ser um pouco mais Amyr…

Por essas e outras incluímos um curso personalizado e particular para investidores do iniciante ao experiente. Por tempo limitado, devido a capacidade de tempo.

Um caminho em meio as fortes altas que tem deixado muitos sem saber para onde ir.

Abraço,

Marcelo